Categories
como funciona? empreender

Qual o perfil do cliente de rastreamento?

Para o rastreamento “veicular”, temos dois perfis de clientes:

– O cliente Corporativo;
– O cliente Particular.

Estes dois tipos devem ser trabalhados de forma bastante distintas.

Em sua maioria, os particulares estão contratando o rastreamento com foco na segurança de seu patrimônio, no caso o veículo.

Já o cliente corporativo, em sua maioria, foca no monitoramento de suas frotas ou de seus funcionários.

Destes dois, o melhor custo/benefício é certamente o corporativo.
Isto pelas seguintes razões:
– Um só esforço de venda pode render a colocação de diversos rastreadores;
– Há muito mais benefícios para o cliente corporativo do que para o particular.
– É um tipo de cliente que tem orçamento e PRECISA ter as funcionalidades ofertadas em nosso sistema;
– Ele reduz custos ao saber onde estão seus veículos/motoristas e como estes estão conduzindo seus veículos e cargas.

Isto não quer dizer que a venda ao cliente particular não seja boa. É sim, e muito.  De fato, muitos dos Parceiros Licenciados SISRAS fizeram seu verdadeiro volume na pessoa física.
O “pingado” do cliente particular, muitas vezes, é o que sustenta o negócio do parceiro, isto porque a venda ao corporativo geralmente é mais demorada e requer mais esforço comercial.

Portanto aconselhamos que seja feito um trabalho distribuido em ambos os tipos de clientes para que o Parceiro consiga uma base distribuída de clientes e garanta o sucesso de seu negócio.

O SEGREDO PARA A CONVERSÃO (venda) É:
– Entenda os detalhes do sistema;
– Descubra qual funcionalidade do sistema+rastreador faz mais diferença para cada tipo de cliente;
– Crie seu discurso de venda para cada tipo de cliente;
– Evolua o discurso até que sinta que ele convence o cliente e vende de fato;
– E, antes de mais nada, OUÇA seu cliente.